Proposta dos patrões de BH/Contagem não avança

postado em: Notícias | 0

As duas últimas rodadas de negociações entre a bancada patronal e os representantes dos trabalhadores, realizadas nos dias 17 e 23 de setembro, não apresentaram nenhum avanço já que a FIEMG manteve inalterada sua proposta de reajuste salarial abaixo da inflação com banco de horas, parcelamento de férias em 3 períodos e outras propostas rebaixadas.
A bancada dos trabalhadores, para demonstrar disposição de avançar a negociação apresentou uma contraproposta onde reduz a reivindicação de reajuste salarial para 12%, mas mesmo assim os patrões não mudaram sua proposta. Uma nova reunião foi agendada para o dia 02 de outubro, quarta-feira, às 14h30. Vamos ficar atentos!
A insatisfação dos trabalhadores com a postura patronal na mesa de negociação vem crescendo nas fábricas da nossa categoria. As atividades da campanha salarial realizadas na semana passada na portaria da Maxion e Engetron mostraram que a companheirada está com disposição de conquistar na luta suas reivindicações
Os trabalhadores estão revoltados porque quando os patrões precisam, eles sempre estão lá para ajudar a empresa no que for necessário para superar seus problemas e crescer. Mas, quando chega a hora do trabalhador receber um reajuste digno como reconhecimento por esse esforço, os patrões vem com enrolação e choradeira.

NOSSAS REIVINDICAÇÕES

-Reposição integral da inflação

-Aumento real

-Fortalecimento do piso salarial

-Avanços das cláusulas sociais e de saúde

-40 horas semanais

-Manutenção das conquistas anteriores

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × 5 =