Greve vitoriosa dos trabalhadores da Acument de Contagem MG

postado em: Notícias | 0

Os companheiros da Acument provaram, mais uma vez, que a força da mobilização construída através da unidade e participação é muito poderosa e consegue vencer qualquer desafio.

Uma greve de quase três dias, com adesão da grande maioria dos trabalhadores derrubou a intransigência da empresa e arrancou um acordo vitorioso com atendimento das principais reivindicações da companheirada da fábrica.

O Sindicato se reuniu várias vezes com a empresa para discutir questões relacionadas  com o restaurante, PLR 2015, férias coletivas e individuais. Só que em pleno andamento da negociação, os trabalhadores da Acument foram surpreendidos com o comunicado de demissão de 20 trabalhadores.

As demissões em grande escala (entre eles de um trabalhador com garantia de emprego no período de pré-aposentadoria que aconteceu justo no momento mais acirrado das negociações),  somado a proposta de PLR apresentada pela empresa, que estava bem abaixo do praticado no ano anterior, revoltaram os trabalhadores que em assembléia realizada no dia 31 de julho deliberaram pela deflagração do “estado de greve”.

A empresa ignorou o aviso dado pelos trabalhadores e manteve sua intransigência. Em virtude disso, os trabalhadores decidiram entrar em greve no dia 05 de julho.

O Sindicato, em uma tentativa de encontrar uma solução para o impasse, agendou uma mediação no Ministério do Trabalho e Emprego, que aconteceu no dia 07 de agosto de 2015.  Após quase 4 horas de reunião com a empresa, foi finalmente construída uma proposta de acordo.

Essa proposta foi apresentada em assembléia e aprovada por unanimidade pelos trabalhadores, que se sentiram contemplados e decidiram pelo fim da greve.

Parabéns a todos os trabalhadores e trabalhadoras da Acument, que em um gesto de unidade e mobilização, concretizaram um processo de conquistas e vitória. Valeu companheirada!

As conquistas:

*Primeira parcela de PLR a ser paga até o dia 14 de agosto de 2015 e, a 2ª até o dia 31 janeiro de 2016 + um bônus até o dia 10 de abril de 2016.

*Reintegração do trabalhador com garantia de emprego em vias de aposentadoria.

Melhoria do restaurante

*Interrompida as demissões, com o número abaixo de 20 trabalhadores

*Não desconto dos dias parados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × 1 =