Metroviários de BH aprovam greve a partir de 11 de setembro

postado em: Notícias | 0

Em assembleia realizada na terça-feira (29/08), na Estação Central do Metrô de Belo Horizonte, os metroferroviários aprovaram greve por tempo indeterminado a partir do dia 11 de setembro. Trabalhadoras e trabalhadores do Metrô querem reajuste de 12,9 %, além de reivindicar cláusulas sociais na Campanha Salarial de 2017. O movimento será retificado em nova assembleia agendada para o dia 5 de setembro, se a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) não retomar as negociações com uma proposta de reajuste salarial.

A CBTU tem o prazo, estipulado pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST) até 15 de setembro, para, numa audiência de conciliação, apresentar um índice de aumento. A princípio, a empresa anunciou zero de reajuste, o que levou o Sindicato dos Empregados em Transportes Metroviários e Conexos de Minas Gerais (Sindimetro-MG) e outras entidades que representam a categoria em todo país a entrar com o pedido de dissídio coletivo no TST.

“A empresa deu zero de reajuste, mas no dia 9 de outubro teremos o julgamento de nosso dissídio. Para que avancemos, é preciso que pressionemos a CBTU. Só conseguiremos pressionar com uma greve por tempo indeterminado. A hora é agora, ou paramos ou perderemos o que nós ganhamos em tantos anos de luta. No dia 5, sindicatos em todo o país coordenarão as assembleia para a decisão final sobre a greve, caso a CBTU não apresente uma proposta”, disse Alda Lúcia Fernandes Santos, do Sindimetro-MG.

Fonte: CUT/MG

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 + onze =