Trabalhadores sofrem mais um ataque com liberação do trabalho aos domingos e feriados

postado em: Notícias | 0

A classe trabalhadora é mais uma vez atacada em seus direitos pelo atual governo do presidente Bolsonaro (PSL). Nessa terça-feira, 18 de junho, o governo editou a portaria nº 604, que libera o trabalho aos domingos e feriados. O documento, assinado pelo secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho, deverá ser publicado no Diário Oficial da União dessa quarta-feira 19 de junho.

Serão atingidos pela medida 78 ramos de atividade, entre eles, o ramo metalúrgico. Entretanto, as empresas metalúrgicas devem respeitar e seguir o que determina a Convenção Coletiva de Trabalho (CCT).

Na cláusula de número 5 da CCT dos metalúrgicos, denominada “Hora Extra”, diz: As horas extras serão remuneradas na forma a seguir: Com acréscimo de 100% (cem por cento), independentemente da remuneração normal dos dias de repouso semanal remunerado e feriados às horas neles trabalhadas, exceto se for concedido outro dia de folga, antecipadamente ou no prazo máximo de 15 dias após a realização do trabalho…

O Sindicato dos Metalúrgicos de BH/Contagem e região entende que a liberação do trabalho aos domingos e feriados prejudica o convívio familiar, a saúde e precariza as relações do mundo do trabalho.

“A CCT dos metalúrgicos de Minas protege os trabalhadores de mais esta maldade do governo, porém, nos coloca mais um desafio na campanha salarial que será iniciada nos próximos meses. Os empresários farão de tudo para flexibilizar nossa convenção coletiva de trabalho, mas vamos resistir na defesa dos nossos direitos duramente conquistados”, disse Geraldo Valgas, presidente do Sindicato.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × 4 =