CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO DOS METALÚRGICOS É ASSINADA

postado em: Notícias | 0

A Convenção Coletiva de Trabalho (CCT 2021/2022) dos metalúrgicos de Minas foi assinada nesta quarta-feira, 1º de dezembro, pelos representantes dos trabalhadores e pela FIEMG.

A CCT reúne quase 100 cláusulas, entre econômicas e sociais. A principal delas é a que determina o reajuste salarial de 10,78%, para quem ganha até R$6.726,65, parcelado em duas vezes: 5,39% retroativo a outubro e 5,39% a partir de janeiro de 2021.

Para quem recebe acima de R$6.726,65, o salário será reajustado em R$725,14, dividido em duas vezes. 50% retroativo a outubro de 2021 e 50% a partir de janeiro de 2022.

Outra importante cláusula é a que estabelece o abono único e especial para quem não recebe PLR. Nas empresas com até dez trabalhadores deve ser pago o valor de R$230,00. Nas empresas com mais de dez trabalhadores o abono será de R$450,00. A CCT determina que os valores devam ser pagos junto com o salário de fevereiro de 2022.

Nos próximos 30 dias, contados a partir do dia 1º de dezembro, os trabalhadores terão garantia de emprego ou salário.

TAXA NEGOCIAL

Este ano, o desconto negocial, autorizado pela Justiça do Trabalho, com participação do Ministério Público, será de forma parcelada, 2% sobre o salário corrigido de outubro e 2% sobre o salário corrigido de janeiro de 2022, com limite máximo de R$45,00 por parcela.

Quem se opor a taxa de fortalecimento deverá se manifestar através de carta, escrita a próprio punho e endereçada a sede ou subsede do Sindicato. O envio deverá ser realizado exclusivamente pelos correios e com aviso de recebimento. O prazo para a postagem da carta é de cinco dias úteis, contados a partir da assinatura da CCT.

Infelizmente algumas empresas aterrorizam os trabalhadores sobre a contribuição. Para não ter dúvidas vamos exemplificar como e quanto será descontado.

O trabalhador que recebe o piso salarial da categoria, R$1.362,19, vai contribuir com R$27,24 em outubro e o mesmo valor em janeiro de 2022.

Mas se o empregado recebe R$3.000,00 ou mais, ele vai fortalecer a luta sindical com apenas duas parcelas de R$45,00.

É bom lembrar que o sócio do sindicato ficará isento de duas mensalidades sindicais, dos meses de janeiro e fevereiro de 2022.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

seis − 1 =