Sindicato e METALVALE continuam negociando pauta dos trabalhadores

postado em: Notícias | 0

Depois da paralisação e da instalação do Estado de Greve aprovado pelos trabalhadores do Grupo METALVALE no mês passado, Sindicato e empresa passaram a se reunir para negociar uma pauta de reivindicações apresentada pelos trabalhadores.
No dia 18 de julho foi realizada uma primeira reunião em que foram resolvidos vários problemas que afetavam os trabalhadores. No dia 06 de agosto foi realizada mais uma reunião no Ministério do Trabalho onde foram discutidos outros pontos importantes (veja abaixo). Após a reunião com a empresa, o Sindicato realizou assembleia com os trabalhadores para informar sobre o resultado da mesma.
Companheiros, vamos ficar de olho e exigir da empresa o cumprimento do que ficou acordado. Nossa luta trouxe grandes resultados, mas ela ainda não acabou. Ao contrário, ela continua a todo vapor por outras reivindicações que ainda não foram atendidas pela empresa.
Vamos nos manter unidos e mobilizados, pois juntos somos mais fortes!

Veja o que ficou acertado:

Atraso de salário e adiantamento – A empresa se comprometeu a cumprir a CLT e CCT e garantiu que irá realizar o pagamento dos salários e adiantamentos nas datas determinadas pela Convenção Coletiva dos Metalúrgicos. Vale destacar que o 5º dia útil de cada mês é o prazo máximo para a empresa realizar o pagamento do salário. Se o 5º dia útil cair na segunda-feira, o pagamento deverá ser realizado no 4º dia útil. O adiantamento deverá ser efetuado até o 15º dia que anteceder o dia do pagamento normal. Por exemplo, se o salário for realizado no dia 5, o adiantamento deverá ser realizado no máximo até o dia 20.

FGTS – A empresa apresentou o parcelamento junto a Caixa Econômica Federal. Caso o trabalhador seja demitido a regularização será feita até 10 dias da rescisão contratual.

INSS – O Sindicato ficou de verificar se é possível realizar o seu parcelamento junto a Previdência Social.

Cesta Básica – Está garantida a cesta básica do mês de agosto com fornecimento fixado para o dia 20. Fiquem atentos, pois o prazo máximo para a retirada da mesma é dia 30 de agosto. Se passar desse prazo, o trabalhador perde o direito. Com relação aos meses subsequentes, a empresa apresentou critérios que o Sindicato não está de acordo. Diante disso, ficou acertado que os trabalhadores, em assembleia com o Sindicato, definirão os critérios para seu fornecimento. A decisão dos trabalhadores será encaminhada para a empresa.

Férias – Até agora a empresa apenas passou uma relação com nomes dos companheiros que tem férias em dobro. A quitação desses valores será realizada nos meses de novembro e dezembro de 2013. A empresa se comprometeu em fixar no quadro de avisos os nomes de todos os trabalhadores e trabalhadoras que terão direitos a receber.

Convênio Médico – A Metal Vale pediu um prazo de no mínimo 30 dias para apresentar o nome do convênio médico que ofereçe o plano de saúde que melhor atende a necessidade dos trabalhadores. A companheirada da fábrica, além de reivindicar que o funcionamento do sistema de Convênio continue como era anteriormente, também exige que seja mantida a coparticipação de no máximo 50% do valor.

CIPA – A empresa apresentou toda a documentação dos últimos três anos. Na assembleia, os trabalhadores referendaram a CIPA atual, mas o Sindicato fez uma ressalva. Irá verificar toda a documentação e se houver irregularidades exigirá a realização de uma nova eleição de CIPA, acompanhada pelo Sindicato.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 − 10 =