Dilma Rousseff vence eleição e avanços continuam

postado em: Notícias | 0

Dilma Rousseff do Partido dos Trabalhadores venceu a eleição do último domingo e será presidente do nosso país por mais um mandato. Os brasileiros mostraram que querem a continuidade dos avanços rumo a um Brasil mais justo, sem miséria e igual para todos.

O resultado das urnas mostra que o eleitor hoje sabe discernir muito bem o que é melhor para o país. Dilma teve mais votos no Nordeste, no Rio de Janeiro e em Minas Gerais, estado, inclusive onde o seu adversário governou por 8 anos.

Isso mostra que o eleitor mineiro conhece bem o trabalho dos dois candidatos e votou com consciência. O resultado também reflete a indignação do povo nordestino, que foi chamado de burro e desqualificado pelo líder do PSDB. Dilma venceu em todos os estados do nordeste.

Agora, novos e mais difíceis desafios estão colocados para Dilma. No seu pronunciamento ela falou que será implacável contra a corrupção e no combate da inflação.

Ela disse também que vai ampliar os projetos sociais que fizeram do Brasil exemplo de combate a desigualdade em todo o planeta e se comprometeu em melhorar a economia com medidas de incentivos para a indústria e geração de empregos.
Portanto companheiros venceu o melhor projeto de governo para os trabalhadores do Brasil. Venceu o melhor projeto para a população menos favorecida deste país. Venceu o melhor projeto para todos os brasileiros e não só para um grupo de privilegiados. Parabéns Dilma. Parabéns Brasil.

A ditadura do eleitorado

Para o presidente do Sindicato, Geraldo Valgas, o resultado do segundo turno das eleições mostrou que os brasileiros já não se deixam enganar pelos meios de comunicação em massa que manipulam as informações para tentar convencer o trabalhador a votar nos candidatos dos patrões, dos ricos e poderosos.

“A elite gosta de falar que estamos vivendo a ditadura do proletariado. Uai, agora os brasileiros estão votando com consciência sem deixar ser influenciados pela televisão ou jornais e tem toda a liberdade para votar no candidato que quiser. Que tipo de ditadura eles estão falando?
Na verdade isso é democracia de verdade, pois o povo elege seus candidatos sem medo, sem pressão e sem nenhum tipo de influência que não seja a sua própria vontade, sua própria avaliação. Se a elite prefere chamar de ditadura porque não chamam, então, de ditadura do eleitorado, do povo brasileiro”, disse Valgas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

catorze − três =