Sem avanços nas negociações da Campanha Salarial dos Metalúrgicos de Minas

postado em: Notícias | 0

Já chegamos em novembro e as negociações pela campanha salarial 2015 não estão avançando como deveriam. As propostas que os patrões apresentaram até agora nem de longe atendem a expectativa dos trabalhadores, pois são divididas em três parcelas e sequer repõem a inflação do período.
Na última rodada de negociação novamente não houve avanços, mas ainda não está caracterizado o impasse e as negociações continuam.
Companheirada é preciso crescer a mobilização, pois a luta de vocês trabalhadores do chão de fábrica reflete na mesa de negociação e é ela quem força os patrões a apresentarem uma proposta melhor.
Os metalúrgicos de Minas são considerados os de maior produtividade entre todos os trabalhadores da categoria no Brasil. Somos bons no que fazemos, mas também sabemos lutar por nossos direitos e temos a consciência do nosso valor.
Portanto, se os patrões não estão com nenhuma pressa para dar o aumento que vocês trabalhadores merecem, também não tenham pressa para produzir o que eles querem.
Chegou a hora de mostrar nossa insatisfação e ecoar o grito de revolta em cada fábrica da categoria. É assim que vamos conquistar!

Categoria reivindica aumento real

Na enquete realizada através do site do Sindicato (www.sindimetal.org.br), os metalúrgicos de BH/Contagem responderam que para eles, o aumento real é a reivindicação mais importante da categoria nesta campanha salarial 2015.
Até a última sexta-feira (06/11), o resultado indicava que aproximadamente 85% dos trabalhadores querem aumento real nos salários, 10% consideram que é necessário o fortalecimento do piso salarial e 6% acham que a prioridade é a conquista de mais avanços sociais.
Para o presidente do Sindicato, Geraldo Valgas, a categoria só irá conquistar essa reivindicação com o envolvimento na luta, pois não basta só querer. “Temos de lutar para conquistar e isso os metalúrgicos de BH/Contagem já demonstraram que sabem fazer”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um + 14 =