Ato contra as reformas da Previdência e trabalhista e terceirização leva milhares a Ouro Preto

postado em: Notícias | 0

Central Única dos Trabalhadores de Minas Gerais (CUT/MG), movimentos sociais, populares e estudantis fizeram um ato de protesto contra as reformas da Previdência, trabalhista e contra a terceirização sem limites na Praça da Rodoviária de Ouro Preto, nesta sexta-feira (21), Os trabalhadores e as trabalhadoras em educação também cobraram do governo do Estado o pagamento do retroativo.

Enquanto na Praça Tiradentes acontecia a entrega da Medalha da Inconfidência pelo governo do Estado; na Praça da Rodoviária, a CUT/MG e os movimentos sociais e populares também faziam a entrega da Medalha “Quem Luta Educa” a pessoas comuns, lideranças sindicais e sociais que se destacaram ao se dedicar às causas coletivas e sociais. “A ideia é que a gente consiga resgatar com essa medalha a relevância do trabalho feito por essas pessoas e que muitas vezes são invisibilizadas, mas, nem por isso deixam de ser imprescindíveis. São lutadores e lutadoras do povo”, afirmou Beatriz Cerqueira, presidenta da CUT/MG e coordenadora-geral do Sind-UTE/MG.

“Esse é um dia de luta, de estarmos juntos pelos ideais coletivos. Não estamos em Ouro Preto senão pelas razões que agregam as lutas do povo. As grades e a polícia nos impedindo de chegar à Praça Tiradentes são constrangimentos que respondemos com a nossa disposição de fazer a luta coletiva”, disse Beatriz Cerqueira.

Entre as pessoas homenageadas estão a D. Maria Gomes de Oliveira (80 anos), do Acampamento Esperança, no Vale do Rio Doce, representando os aposentados e as aposentadas e que levou uma palavra de otimismo a todos os presentes. Ela disse que sentia orgulhosa e feliz pelo reconhecimento.

Fonte: Sind-UTE/MG

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

doze − sete =