Oito mil pessoas participam de ato pelas Diretas já na Paraíba

postado em: Notícias | 0

Paraíba foi palco nesta sexta-feira (21), do I Comício pelas Diretas Já, realizado no Ponto de Cem Réis, na cidade de João Pessoa. Lideranças dos movimentos social, sindical e político, senadores, deputados e o governador do Estado, Ricardo Coutinho convocaram a sociedade para juntos, exigirem “Fora Temer” e Eleições Diretas Já!

Logo após o ato político que contou com a presença de vários parlamentares, diversos artistas e bandas regionais, que se somam à luta em defesa das Diretas Já, a exemplo de: Meire Lima, Seu Pereira, Chico Limeira, Pau de dar em doido, Coletivo Maracastelo, Banda Mumbaia, Adeildo Vieira, Tribo Ethnos, Berimbaobab, Milton Dornelas, Sinta a Liga Crew, Coral Voz Ativa, Banda Meu Quintal, Falange Nordestina, Coco das Manas, Deborah Vieira, Alamirê, Erivan Araújo, Glaucia Lima, Soraia Bandeira e João Muniz.

Na oportunidade, o presidente da CUT-PB, Paulo Marcelo, agradeceu toda a organização do ato e convidou a militância para que permance na luta. “É com alegria que juntos com todos os movimentos e partidos políticos de esquerda estamos realizando um ato dessa magnitude, que unifica e fortalece a Frente em Defesa das Diretas Já”. Ainda em sua fala, chamou atenção dos presentes para que não se esqueçam dos nomes dos golpistas da Paraíba, responsáveis pela aprovação da Reforma Trabalhista, que retirou direitos da classe trabalhadora.

A mobilização em torno da pressão popular pelas Diretas já, juntamente com a união dos partidos e dos movimentos sociais são fundamentais para a recuperação democrática e econômica do país e sintetizam o pensamento dos senadores e senadoras presentes no ato. Como bem afirmou, o senador João Capiberibe (PSB-PB), “o sofrimento atinge todos os brasileiros e brasileiras e não há solução sem o voto direto que saia das urnas”.

A senadora Gleisi Hoffmann, destacou o drama social, político e econômico instalado pelo governo golpista de Temer. “Nunca pensei que depois das Diretas já de 89, estaríamos mais uma vez, lutando pela democracia em nosso país. Temos uma trajetória de resistências que só nos fortalece e vamos continuar mobilizados na defesa das eleições Diretas Já.”

O senador Lindbergh Farias, lembrou que muitos políticos temem novas eleições, devido à pressão popular. “Esses políticos que votaram no golpe e aprovaram essas reformas são verdadeiros traidores. Eles estão vendo as pesquisas e o resultado é claro: quem ajudou golpista, não será eleito. O voto em candidatos comprometidos com os anseios do povo será o melhor recado”.

Ainda alertou sobre o jogo das cadeiras, que fez com que muitos dos traíras que jogaram pedras em Dilma, agora estejam fazendo o mesmo com Temer. “Agora é tarde. Depois do mal feito, querem limpar a cena do crime, como se eles também não fossem golpistas. Mas, nós não somos tolos, nem somos burros; o povo não vai engolir essa manobra capciosa e vai cobrar o preço dessa irresponsabilidade oportunista nas urnas”, alertou.

Para o governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), a saída para o cenário desolador que vem afundando o país numa grave recessão é a unidade. “É necessário construir uma grande unidade popular para se combater o golpe e exigir as eleições Diretas Já”, avaliou.

Foto: Emmanuela Nunes
Fonte: CUT

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 + vinte =