Ao contribuir com sindicato, trabalhador mostra consciência de classe

postado em: Notícias | 0

Durante plenária estadual dos metalúrgicos da CUT, realizada nessa quinta-feira, 01 de março, na sede do Sindicato dos Metalúrgicos de BH/Contagem, os sindicalistas que participaram da atividade ressaltaram o importante passo dado pelos metalúrgicos e metalúrgicas ao aprovar, em assembleia, a contribuição sindical.

“A manobra do atual governo que resultou no fim do imposto sindical teve o claro objetivo de inviabilizar a resistência da classe trabalhadora contra a retirada de direitos que a reforma impôs. Ao aprovar a contribuição em favor do sindicato, os metalúrgicos (as) de Minas mostram estar conscientes da importância do movimento sindical na vida das pessoas”, disse Paulão, presidente da CNM/CUT.

Diferentemente da maioria dos tributos pagos pelo cidadão, os trabalhadores sabem para onde vai e como são usados os recursos arrecadados através da contribuição sindical, além dos contribuintes serem consultados se querem ou não pagar.

99,9% da assembleia que discutiu e deliberou sobre o tributo em favor do sindicato foi favorável em continuar contribuindo com a luta do movimento sindical em defesa da classe trabalhadora e contra a retirada de direitos. O mesmo não acontece com o Imposto de Renda, por exemplo. Ou alguém já viu o governo consultar a população se quer ou não pagar o imposto?

“Diante dos ataques aos direitos dos trabalhadores trazidos pela reforma trabalhista, a única forma de manter e ampliar nossa organização e nossos direitos é a conscientização e a união de todos. É a hora do trabalhador e da trabalhadora vir pra dentro do sindicato, somar forças nessa luta de classe que estamos enfrentando”, disse Geraldo Valgas.

Participaram do encontro, além do presidente da CNM/CUT, Paulo Cayres, a presidenta da CUT/MG, Beatriz Cerqueira, o secretário geral da CNM/CUT, Loricardo de Oliveira, e o advogado especialista em direito do trabalho Fábio Moreira.

Todos os sindicatos de metalúrgicos do Estado filiados à FEM/CUT-MG estavam representados na plenária com seus dirigentes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × 3 =