ASSEMBLEIA DOS METALÚRGICOS DE MINAS RECUSA PROPOSTA DA FIEMG DE REAJUSTE SALARIAL

postado em: Notícias | 0

A assembleia geral dos metalúrgicos de Minas, realizada nessa quinta-feira, 15 de outubro, de forma virtual, recusou a proposta de reajuste salarial apresentada pela FIEMG, de 1,95%.

Na próxima quarta-feira, 21, os metalúrgicos e a FIEMG se reúnem para nova rodada de negociação da campanha salarial unificada 2020/2021. A comissão de trabalhadores vai reivindicar na mesa um índice de reajuste que garante aumento salarial acima da inflação acumulada nos últimos 12 meses, encerrados em setembro, que ficou em 3,88%

A assembleia também deliberou não aceitar a tentativa da patronal de retirar da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) o abono único e especial, para trabalhadores de empresas que não têm PLR, o abono de férias, o adiantamento do 13º salário e a estabilidade ou garantia de salário depois da assinatura da CCT.

“Enquanto várias empresas estão negociando PLR, com importantes avanços, a FIEMG ataca um benefício duramente conquistado pelos trabalhadores, que é o abono salarial. Para que nossa luta consiga manter as conquistas e ampliar os benefícios vamos precisar da participação de cada trabalhador”, disse Marco Antônio, presidente da FEM/CUT-MG.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × 3 =