LANÇAMENTO DOS INFORMES PÚBLICOS SOBRE VIOLAÇÕES DOS DIREITOS HUMANOS DURANTE DITADURA MILITAR

postado em: Notícias | 0

Líderes históricos e combativos que fizeram parte da direção do Sindicato dos Metalúrgicos de BH/Contagem e região nos anos 60, 70 e 80 retornaram à entidade para acompanhar a apresentação do relatório sobre possíveis violações dos direitos humanos cometidas durante a ditadura militar por Belgo, Mannesmann e Embraer.

O relatório, produzido pelas historiadoras Tayara Lemos, Marina Camisasca e Elaine Bortone, foi apresentado dia 14 de junho e foi mais um evento em comemoração aos 90 anos do Sindicato.

O estudo sobre violações dos direitos humanos durante a ditadura militar é a segunda fase do projeto, que tem mais uma fase em andamento. Os dois primeiros relatórios foram encaminhados ao Ministério Público Federal e ao Ministério Público do Trabalho.

“O objetivo é ampliar o conhecimento sobre esse período da história do país e promover os devidos processos de responsabilização e reparação por violações de direitos humanos”, disse Geraldo Valgas, presidente do Sindimetal.

Entre as antigas lideranças sindicais que participaram do evento, vale destacar a presença do ex-presidente do Sindimetal em 1967, Antônio Santana Barcelos, os ex-diretores Geraldo Baulino, Paulo César Funghi, Zé Maria de Almeida, Albenzio Boné, Horaldo, José Vieira, Otomar Lúcio, Norando Biel, entre outros.

O evento também contou com a participação do superintendente do Ministério do Trabalho, Carlos Calazans, representante do Ministério Público Federal (MPF), Ângelo Giardini, representante do Ministério Público do Trabalho (MPT), Sônia Toledo, o presidente da CUT/MG, Jairo Nogueira, além de representantes da CTB, Força Sindical, Conlutas, Nova Central, entre outras.

VEJA O ÁLBUM DE FOTO DO EVENTO

VEJA O RELATÓRIO COMPLETO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quinze − 2 =